img-principal-post-hidratacao

Hidratar significa repor a água do cabelo. Pode parecer um tratamento simples, mas é super importante pra saúde das nossas madeixas. Se você é uma pessoa que não faz químicas, não usa muito secador e chapinha e tem um bom hábito de cuidados com os fios, provavelmente seu cronograma capilar está repleto de produtinhos de hidratação, pois quanto menos danificado o cabelo, menos ele vai precisar de outros tratamentos mais potentes como, por exemplo, a reconstrução.

Como saber se um produto é hidratante?
Pra distinguir os produtos e saber montar o seu cronograma, é preciso observar alguns pontos:

#1: se o rótulo do produto tem as palavras “hidratante/hidratação” ou “moisture” ele provavelmente tem a função de reposição hídrica.

#2: de olho nos ingredientes! Os produtos hidratantes são geralmente compostos por “extratos”, como por exemplo extratos botânicos: aloe vera, algas, frutas e de plantas como babosa e jaborandi. Além disso, glycerin, glicol, gliceryl, cetyl alcohol e panthenol também são ingredientes ótimos para hidratação!

#3: observe como a máscara performa no seu cabelo. Máscaras de hidratação deixam o cabelo muito leve, solto e brilho. As de nutrição geralmente deixam um poquinho mais macio e “denso”, você sente como se o cabelo estivesse mais pesado mas não necessariamente oleoso. Já as máscaras de reconstrução deixam os fios mais encorpados e resistentes, geralmente ficam até mais difíceis de pentear.

Agora que você já sabe a importância da hidratação, é só escolher seus produtinhos preferidos no site! 😉

Sem Comentários
img-principal-post-nutricao

Nutrição: é a etapa queridinha do cronograma capilar. Isso porque esse é o tratamento capaz de devolver nutrientes pro nosso cabelitcho e dar fim ao frizz e ao ressecamento.

Como saber se meu cabelo precisa de nutrição?

A nutrição dos cabelos é um fator muito importante para beleza das nossas madeixas. Quando desnutridos, os fios tendem a cair mais, ficam fracos e sem vida. Além disso, a desnutrição prejudica a retenção da hidratação dentro da fibra, fazendo os cabelos aparentarem muito mais ressecados, volumosos, indefinidos e sem brilho.

O que a nutrição faz?

Essa etapa é responsável por devolver os lipídios da fibra capilar, ou seja, a oleosidade natural do nosso cabelo. Por isso muitas meninas adoram fazer um tratamento chamado “UMECTAÇÃO” nessa etapa. A umectação é um banho de óleo vegetal nos cabelos para devolver aos fios sua umidade natural e, como consequência, transformar o seu cabelo em madeixas bem hidratadas, uma verdadeira cabeleira macia e brilhosa.

Como fazer?

Procure produtos máscaras com aminoácidos, manteigas vegetais, óleos vegetais ou ceramidas. Se você optar por fazer umectação com óleo, é importante ressaltar que os óleos utilizados precisam ser vegetais, como de oliva, gérmen de trigo e aveia, e devem ser virgens. Não podem ser óleos refinados, ok? Porque durante o refinamento industrial os óleos perdem todas as substâncias benéficas para os cabelos. Escolha por exemplo o azeite extra virgem e o óleo de coco, que são de muito fácil acesso.

Você também misturar algumas gotinhas do óleo na sua máscara de nutrição se a ideia de encher o cabelo de óleo por algumas horinhas não te agrada! 😉

#édica: cabelos ressecados ou cacheados devem fazer nutrição de 1 a 2 vezes na semana.

Gostou das dicas? Pra aprender também sobre RECONSTRUÇÃO CAPILAR é só clicar aqui.

Sem Comentários
img-principal-post-transicao-capilar

Existiu uma época em que cabelo “bom” era cabelo liso, né? Isso fez com que meninas de cabelo ondulado e cacheado fizessem de tudo para alisar seus cabelos. Mas há quem diga que “em terra de chapinha quem tem cacho é rainha”, e se você quer dar um basta nessa tirania do cabelo liso está na hora de fazer a sua transição capilar! Esse é um processo no qual os fios vão abandonando a química e voltando ao seu estado natural. Não sabe por onde começar? A gente te ajuda a trazer seus cachinhos de volta 😉

foto principal
Fonte: Pinterest

Antes de tudo vamos te avisar que para começar o processo você vai precisar de muita paciência, porque como o cabelo cacheado enrola o crescimento é ainda mais difícil de ver. O cabelo cacheado cresce até 1,5 cm por mês! É muito complicado desistir da química quando seu cabelo começa a ficar com texturas diferentes, e é ai que o trabalho maior começa. A forma e textura da raiz vão destoar do restante do cabelo, e entendemos que isso possa gerar um desconforto.

Mas tenha foco: pense em como os seus cachos ficarão glamourosos e lindos depois que o processo acabar! Te garantimos que vale muito a pena.

Muitas pessoas desistem de terminar a transição capilar por não terem se informado o suficiente antes de começar o processo. Por isso vamos fazer um passo a passo para você se guiar:

  1. Pare de fazer qualquer alisamento no seu cabelo! Não só os químicos, mas tente também se libertar do uso de chapinhas, babyliss e escovas. Apesar desses processos não promoverem um alisamento permanente, eles ajudam os fios a perderem seu formato natural e danificam o cabelo. O ideal é deixar o cabelo realmente voltar à sua naturalidade sem nenhuma interferência. Mas se você realmente não conseguir ficar sem uma chapinha no começo da transição, não deixe de aplicar um protetor térmico, assim seus fios ficam protegidos do calor e não perdem a força e o brilho naturais. Dois produtos super legais para proteger seu cabelo das altas temperaturas é o SOS Rescue Hot Iron Mist da Phil Smith e o Thermal Protector da Keune.
  2. Seu cabelo vai sentir falta da química, isso pode deixar ele quebradiço e sem vida. Nesse período de transição capilar, hidratar os fios e seguir um cronograma capilar é essencial. Lave os cabelos 3 vezes por semana e hidrate-os com os seguintes objetivos: nutrição, reconstrução e hidratação. E lembre-se: usar produtos de qualidade no cabelo vai refletir diretamente em seu aspecto. Por isso listamos alguns para te auxiliar nesse processo: hidratação Curly Charis ou Sou + Cachos da Yenzah, nutrição Force Relax Care Nutri-Control da L’Oréal Professionnel ou Care Line Keratin Curl Treatment da Keune e reconstrução Tratamento Capilar Intensivo da Silicon Mix ou Extreme Strength Builder Plus da Redken.
  3. Agora vem a parte mais divertida: texturizar o cabelo! Você pode só passar um creme, pentear e amassar bastante depois. Mas além dessa existem várias outras técnicas, simples e complicadas, que entregam resultados diversos. O legal é conhecer e testar várias, para definir bem qual vai se adaptar melhor com o seu cabelo e na sua rotina. Duas linhas muito legais de produtos para texturizar seu cabelo são o Styling Cream da Deva Curl e o Bed Head Manipulator da Tigi.
  4. A nova raiz enrolada costuma brigar com as antigas pontas alisadas. Quando isso acontece muitas mulheres recorrem ao famoso Big Chop. Essa técnica nada mais é do que o ato de tirar toda a parte com química do cabelo: esteja ele do tamanho que estiver. Seja porque você quer ver logo seus cachinhos naturais ou porque não aguenta mais lidar com a diferença de textura. Claro que você também pode cortar as pontas aos pouquinhos para não perder comprimento, mas quem não tem paciência para esperar tanto tempo acaba se rendendo à essa solução mais radical.

Para você se inspirar e não desistir separamos algumas fotos de mulheres maravilhosas que ficaram divas depois da transição capilar:

img-galeria-post-transicao-capilar-03
Fonte: blog todecacho
img-galeria-post-transicao-capilar-02
Fonte: Apenas Ana
img-galeria-post-transicao-capilar
Fonte: Nina Gabriela

 

 

 

Sem Comentários