img-principal-post-cachos

Cabelos cacheados são lindos, né? Mas quem olha de fora não tem a MENOR noção do trabalho que dá ter todos aqueles cachinhos super definidos e macios. Por isso trouxemos umas dicas infalíveis pra finalizar os cachos e divar muito por aí!

#1: Mantenha o cronograma capilar em dia. De nada vai adiantar finalizar bem o cabelo se ele estiver todo ressecado, mana. Quanto mais hidratadinho seu cabelo tiver, mais definido suas madeixas vão ficar!

#2 Na hora do banho, capriche na água gelada! Ela sela os cabelos e confere muito mais brilho aos fios!

#3: Finalização com fitagem! Esse método consiste em finalizar os cabelos formando fitas, para que depois de seco cada fita se transforme em um cachinho. Pra fazer, comece desembaraçando os cabelos e dividindo em quantas partes você achar mais fácil ir pegando as fitinhas. Depois, separe uma das partes e aplique o seu finalizador de preferência em toda a extensão da mecha, separando-a com os dedos em pequenas fitas. Desse mesmo jeitinho você vai fazer em todas as partes que separou. Pra finalizar, amasse todo o cabelo das pontas em direção a raiz.

#4: Finalização COG: creme – óleo – gel. Esse tipo de finalização serve bem para todos os tipos de cachos, a única diferença é a quantidade de produto que cada uma utiliza. E sobre isso não existe fórmula mágica! Cada cacheada vai errar diversas vezes até achar a quantidade ideal de creme pro próprio cabelo.

Depois que desembaraçar os cabelos, aplique um poquinho de creme + gel para amassar os cachinhos. Pra finalizar, umas gotinhas de óleo para selar as pontas.

Agora já pode escolher a finalização que mais combina com seus cachinhos e arrasar no look! 😉

 

Sem Comentários
img-principal-post-ruiva

O cabelo ruivo fica lindo e brilhoso nas primeiras semanas após a coloração… mas com o passar do tempo, a oxidação da cor e os danos causados pela química vão deixando nossas madeixas tão opacas e sem vida, né? Mas será que tem jeito pra isso?

Separamos umas diquinhas importantíssimas pra devolver o brilho e a cor das suas madeixas.

#1: Use água fria! 

Ahh, água fria mesmo no inverno? Sim, sim. Pelo menos em temperatura ambiente. A água quente abre as cutículas do cabelo, fazendo com que a coloração desbote mais rápido e o cabelo reflita menos luz.

#2: O condicionador é seu melhor amigo.

O condicionador serve para selar os cabelos fechando as cutículas do fio. Isso ajuda a manter tanto os nutrientes quanto a coloração no interior da fibra capilar. Uma dica pra ele funcionar ainda melhor é secar os cabelos com a toalha antes de aplicar o produto. Quando seu cabelo está úmido ele acaba diluindo a fórmula do produto e fazendo com que penetre um pouco menos nos cabelos.

#3: Nem pensar em shampoo anti-resíduos.

Quanto mais suave e espaçada for a limpeza dos seus fios, mais tempo intacta sua cor vai durar.

#4: Coloque seu cronograma capilar em dia.

Hidratação, nutrição e reconstrução. Os três tipos de tratamento vão ser necessários na sua rotina e farão muita diferença. Quanto mais bem cuidadinho, mais brilho e maciez você vai ter. Uma boa dica é dormir com um pouquinho de óleo de coco nas pontas dos cabelos um dia antes de lavar. Todos esses óleos ou manteigas vegetais são muito bem-vindos! Óleos são poderosos doadores de brilho. Óleo de coco, copaíba, karité, murumuru, abacate, argan, etc…

#5: Renove sua cor com Lola Cosmetics Ruivosa!

Lola Ruivosa é uma máscara tonalizante iluminadora para cabelos ruivos alaranjados. Tonaliza de forma semi permanente e realça a cor dos fios, prolongando a vida útil do seu processo de coloração e deixando o seu ruivo super brilhoso, macio e ainda mais bonito. Livre de amônia e oxidantes.

Ativos:
Combinação de Óleo de Buriti e Extrato de Cenoura auxilia na recuperação dos cabelos ressecados e danificados hidratando os fios. Ativos naturais que auxiliam na recuperação dos cabelos ressecados e danificados, hidratando os fios

#ficaDica
• É importante que a cor do seu cabelo esteja uniforme para que não cause manchas.
• É importante que você fique atenta ao tom do seu cabelo antes de usar, pois o resultado é diferente em cada cabelo. #OlhaOTesteDeMecha!
• Não é permanente. A cor irá desbotar gradualmente, dependendo da intensidade. Use uma vez por semana para sua cor estar sempre em dia! Livre de amônia e oxidantes.

Modo de Usar:
Antes de usar faça a prova de toque e o teste de mecha. Coloque uma porção do produto (a quantidade pode variar de acordo com o comprimento dos seus cabelos) em um recipiente. Após lavar o cabelo com Shampoo Lola de sua preferência, e com ele ainda úmido, aplique com a ajuda de um pincel distribuindo uniformemente por toda extensão, mecha a mecha. Evite contato direto com o couro cabeludo. Deixe agir entre 15 e 30 minutos, até chegar no tom desejado. Enxágue e finalize como de costume. Para criar tons mais suaves, misture com uma generosa quantidade de creme branco até atingir a tonalidade desejada.

Sem Comentários
img-principal-post-loira-cabelo

Cabelo loiro é o desejo de muitas e o mimo tantas outras, que experimentaram a loirice e se apaixonaram de vez. A menos que a gente não saiba cuidar deles direitinho, né? Porque aí sim o cabelo loiro pode se transformar num verdadeiro tormento. Pontas duplas, aspecto espigado, amarelamento. Essas são algumas das reclamações frequentes de quem tem os cabelos descoloridos.

Pra entender direitinho porque a descoloração afeta tanto nossos cabelos e o que podemos fazer pra cuidar deles com amor, fizemos esse pequeno post:

 Descoloração, o que é e o que faz?

Bem resumidamente, a descoloração é o processo de despigmentação do fio através de um processo químico realizado pelos produtos “descolorantes”. Durante esse processo o produto abre as cutículas dos fios pra poder chegar no nosso córtex capilar, que é aonde está guardado a maioria dos nossos nutrientes e também a melanina dos cabelos. (Se você quer entender mais sobre a estrutura capilar, pode clicar aqui) A descoloração expõe o córtex e agride quimicamente a fibra, com isso nossos nutrientes acabam se perdendo e o cabelo sofre triste e largado… 😂 Mas não é o fim do mundo, SE FIZER DIREITINHO dá pra ter um cabelo loiro e saudável.

NA HORA DA DESCOLORAÇÃO:

Primeiro de tudo, não faça em casa sozinha. Pode parecer simples mas existem MUITAS variáveis que um cabeleireiro vai saber analisar e a gente em casa sozinha não (ou acompanhada de outra pessoa que não seja cabeleireira, não adianta chamar a prima). Isso porque não existe um tempo pré determinado pra estar com o produto no cabelo, não é igual coloração de caixinha que você fica 20min e dá certo. O que vai indicar o tempo você precisa ficar com o produto no cabelo é o tom de loiro que você quer chegar: loiro médio, claro ou claríssimo.

Ah! Outra pegadinha de fazer em casa sozinha é que a cor que você vê no seu cabelo quando ele está com produto é COMPLETAMENTE diferente do tom que ele realmente vai ficar quando lavar, matizar e secar. Então você corre sérios riscos de não chegar no tom que deseja.

Fora o perigo do cabelo ficar elástico, você não perceber, e ele sofrer um corte químico. Deus me free.

Segunda dica:

Converse com seu cabeleireiro e pergunte se ele usa produtos como o OLAPLEX. Ele é um produto que preserva a sua fibra capilar durante a descoloração (existem várias marcas que já lançaram esse tipo de produto, mas o Olaplex foi um dos primeiros e o seu cabeleireiro provavelmente vai conhecer).

PÓS DESCOLORAÇÃO:

É hora de repor os nutrientes perdidos.

Pode ter certeza, usar uma boa máscara de reconstrução de 3 a 4 vezes no mês, intercalando com tratamentos de nutrição e hidratação, é o mínimo que você vai poder fazer pelos seus cabelos.

Uma boa dica é procurar por produtos para RECARGA DE QUERATINA, assim você vai poder fazer um tratamento de cauterização na fibra. Esse tratamento vai preencher os buraquinhos do seu cabelo e selar as cutículas pra que os ingredientes fiquem lá dentro! É o que chamamos de “devolver a massa capilar”.

MANUTENÇÃO DA COR:

Você já percebeu que logo que você tira o descolorante o cabelo se mostra de uma cor e depois que o cabeleireiro “matiza” ele fica com outra cor, completamente diferente? Isso porque esse processo de matização é que vai dar a nuance do seu cabelo, ele pode ser um loiro perolado, loiro dourado ou louro acinzentado (o famoso platinado).

Conforme vai passando os meses, o cabelo passa por processos de exposição à poluição, altas temperaturas, piscina, etc… isso tudo contribui pra “oxidação” dos cabelos. Todos os cabelos sofrem com isso, mas a consequência exclusiva dos loiros é a drástica mudança de cor, o cabelo vai ficando amarelado.

Pra controlar isso, você deve usar TODA SEMANA produtos DESAMARELADORES. Você vai encontrá-los no nosso site em formatos de shampoo, condicionador, máscara ou tratamentos específicos.

A cada 1 mês mais ou menos é o momento de matizar novamente, com produtinhos MATIZADORES. Isto é, devolver (ou mudar) aquela nuance que você escolheu ter, puxando para o dourado, acinzentado ou perolado. Para essa necessidade, nós indicamos produtos tonalizantes, que são colorações semi-permanentes. Ou seja, hora de voltar ao salão! 😉

Dá trabalho ser loira, né não? Mas há quem garanta que todo sacrifício compensa e MUITO. ❤ É o amorrrr….

Sem Comentários
img-principal-post-hidratacao

Hidratar significa repor a água do cabelo. Pode parecer um tratamento simples, mas é super importante pra saúde das nossas madeixas. Se você é uma pessoa que não faz químicas, não usa muito secador e chapinha e tem um bom hábito de cuidados com os fios, provavelmente seu cronograma capilar está repleto de produtinhos de hidratação, pois quanto menos danificado o cabelo, menos ele vai precisar de outros tratamentos mais potentes como, por exemplo, a reconstrução.

Como saber se um produto é hidratante?
Pra distinguir os produtos e saber montar o seu cronograma, é preciso observar alguns pontos:

#1: se o rótulo do produto tem as palavras “hidratante/hidratação” ou “moisture” ele provavelmente tem a função de reposição hídrica.

#2: de olho nos ingredientes! Os produtos hidratantes são geralmente compostos por “extratos”, como por exemplo extratos botânicos: aloe vera, algas, frutas e de plantas como babosa e jaborandi. Além disso, glycerin, glicol, gliceryl, cetyl alcohol e panthenol também são ingredientes ótimos para hidratação!

#3: observe como a máscara performa no seu cabelo. Máscaras de hidratação deixam o cabelo muito leve, solto e brilho. As de nutrição geralmente deixam um poquinho mais macio e “denso”, você sente como se o cabelo estivesse mais pesado mas não necessariamente oleoso. Já as máscaras de reconstrução deixam os fios mais encorpados e resistentes, geralmente ficam até mais difíceis de pentear.

Agora que você já sabe a importância da hidratação, é só escolher seus produtinhos preferidos no site! 😉

Sem Comentários
img-principal-post-nutricao

Nutrição: é a etapa queridinha do cronograma capilar. Isso porque esse é o tratamento capaz de devolver nutrientes pro nosso cabelitcho e dar fim ao frizz e ao ressecamento.

Como saber se meu cabelo precisa de nutrição?

A nutrição dos cabelos é um fator muito importante para beleza das nossas madeixas. Quando desnutridos, os fios tendem a cair mais, ficam fracos e sem vida. Além disso, a desnutrição prejudica a retenção da hidratação dentro da fibra, fazendo os cabelos aparentarem muito mais ressecados, volumosos, indefinidos e sem brilho.

O que a nutrição faz?

Essa etapa é responsável por devolver os lipídios da fibra capilar, ou seja, a oleosidade natural do nosso cabelo. Por isso muitas meninas adoram fazer um tratamento chamado “UMECTAÇÃO” nessa etapa. A umectação é um banho de óleo vegetal nos cabelos para devolver aos fios sua umidade natural e, como consequência, transformar o seu cabelo em madeixas bem hidratadas, uma verdadeira cabeleira macia e brilhosa.

Como fazer?

Procure produtos máscaras com aminoácidos, manteigas vegetais, óleos vegetais ou ceramidas. Se você optar por fazer umectação com óleo, é importante ressaltar que os óleos utilizados precisam ser vegetais, como de oliva, gérmen de trigo e aveia, e devem ser virgens. Não podem ser óleos refinados, ok? Porque durante o refinamento industrial os óleos perdem todas as substâncias benéficas para os cabelos. Escolha por exemplo o azeite extra virgem e o óleo de coco, que são de muito fácil acesso.

Você também misturar algumas gotinhas do óleo na sua máscara de nutrição se a ideia de encher o cabelo de óleo por algumas horinhas não te agrada! 😉

#édica: cabelos ressecados ou cacheados devem fazer nutrição de 1 a 2 vezes na semana.

Gostou das dicas? Pra aprender também sobre RECONSTRUÇÃO CAPILAR é só clicar aqui.

Sem Comentários
img-principal-post-reconstrucao

Reconstrução: parte importantíssima do cronograma capilar. É aquele tratamento mara que vai salvar seus cabelos do último estágio de dano. Indicado pra quem andou se jogando na química e na chapinha sem limites. Se você é essa pessoa, mas ainda tem dúvidas sobre o que é a reconstrução, como fazer e de quanto em quanto tempo deve aplicar os produtos, esse post é pra você.

Pra começar, vamos entender um pouquinho de como é formado nosso cabelo? Só assim você vai aprender a cuidar direitinho do seu!

Nosso cabelinho é formado basicamente por quatro partes: cutícula, córtex, pigmento e medula (de fora para dentro). O pigmento é responsável pela cor das nossas madeixas e não vamos abordar sobre o assunto aqui. Já as outras três partes são fundamentais pra você entender os níveis de dano que seu cabelo pode atingir.

 

estrutura capilar

 

Cutícula: Parte externa dos fios, é o que enxergamos quando nos olhamos no espelho. É ela que vai sentir primeiro nossos maus tratos (😂risos) ou os agentes externos: vento, sol, sal, puluição, etc. A cutícula existe pra proteger toda estrutura capilar e “selar” os fios. Além disso, essa danadinha é a responsável pele brilho do nosso cabelo. Pois quanto mais lisinha e plana, mais luz esse cabelão vai refletir.

Córtex: Coração do cabelo. O córtex é a camada mais interna da fibra, fica escondidinho embaixo da cutícula. Essa camada faz muita diferença no volume e espessura de cada cabelitcho! Ele é constituído basicamente por “proteínas” (queratina principalmente) e é nele que toda magia capilar acontece, pois é responsável pela elasticidade, quantidade de umidade, resistência e também pela forma… isso mesmo, é o cortéx que define se você é uma lisa, ondulada, cacheada ou crespa. (Amém Córtex,❤ te amamos!)

Medula: Há estudiosos que defendem o fato da medula ser mais importante na fase de germinação do que ao longo da vida útil dos cabelos, como se ela fosse um fio condutor para levar cada fibra capilar pelos nossos poros. Depois disso, não se tem muitas informações sobre a medula e alguns fios deixam de ter medula com o passar do tempo. Curioso, né?

O que é o cabelo danificado?

Muitas atitudes podem danificar nossos cabelos! O uso frequente de química, chapinha ou qualquer outra ferramenta de calor + correria do dia-a-dia que não deixa a gente cuidar direitinho dos cabelos são os principais motivos das nossas madeixas perderem nutrientes importantes na construção da fibra capilar. O resultado disso é aquela aparência bem tristinha que a gente já conhece, com porosidade, ressecamento, falta de brilho e pontas duplas.

Quando você chega ao estágio de danos com aspectos visíveis e táteis, provavelmente você já passou da fase de descamação das cutículas e está começando a atingir a parte interna, o coração do seu cabelo e precisará intensificar a quantidade de reconstruções que faz durante o mês.

O que a reconstrução faz?

A reconstrução capilar vai devolver aquela proteína tão necessária para a vitalidade do Córtex, desconstruindo seus fios de dentro para fora. Por isso, lembre-se, quando for buscar seus creminhos para essa etapa do cronograma, busque produtos com PROTEÍNAS.

#édica: se você está aqui nesse post sobre reconstrução, é porque provavelmente está precisando de um choque de tratamento para recuperar sua fibra capilar, né? Então experimenta o cronograma que montamos para muito cabelos danificados. Use por um mês, depois volta aqui e conta pra gente o resultado:

tabela-HNR

 

 

Sem Comentários
img-principal-post-lowpoo

Já ouviu falar que as técnicas No e Low Poo são ótimas para manter os cabelos lindos (principalmente os cacheados) mas não sabe bem o que é, como começar e quais produtos usar? Então esse post é pra você.

#1 O que é Low Poo?

No poo e low poo são técnicas de lavagem capilar que significam “sem shampoo” e “pouco shampoo”, respectivamente. Também podem ser traduzidas como “sem espuma” e “pouca espuma”. O objetivo dessa técnica é limpar o cabelo da maneira mais suave possível, sem fazer uso de agentes químicos como sulfatos e petrolatos que removem toda oleosidade natural do cabelo e ressecam a fibra capilar.

A técnica foi desenvolvida por Lorraine Massey, cabeleireira e cofundadora da marca Deva Curl, e hoje é utilizada no mundo inteiro.

#2 O que é proibido em cada técnica?

Além dos sulfatos, que são agentes químicos de limpeza, a técnica abre mão do uso de qualquer produto que contenha petrolatos e silicones . Por quê? Ambos são ingredientes também químicos e que não agregam nenhum benefício real aos cabelos. Eles agem apenas como uma maquiagem na superfície dos fios, deixando-os bonitos e brilhosos por algum tempo, até que você lave os cabelos novamente.

O outro fator que proíbe o uso desses ingredientes na técnica é que eles só podem ser removidos justamente com o uso de sulfatos fortes. Caso contrário, eles acumulam no cabelo deixando um aspecto emborrachado e opaco.

Derivados do petróleo – proibidos nas duas técnicas (No e Low Poo):
Petrolatum (Petrolato); Mineral oil (Óleo mineral); Parafinum (Paraffin, Parafina); Parafinum Liquidum; Vaseline (Vaselina); Isoparaffin; C13-14 Isoparaffin; Dodecane; Isododecane; Alkane (Alcano); Cera Microcristalina (Microcrystalline Wax); Hidrogeneted Polysobutene.

Sulfatos pesados – proibidos nas duas técnicas (No e Low Poo):
TEA Lauryl Sulfate; Ethyl PEG-15 Cocamine Sulfate; Sodium Laureth Sulfate; Sodium Lauryl Ether Sulfate; Sodium Laurisulfate (Sodium Lauryl Sulfate); Sodium Myreth Sulfate; Sodium Trideceth Sulfate; Sodium Coco-Sulfonate; Sodium Sulfate Coconut; Sodium 2, podendo ser complementado com Tridecyloxy, Ethony e Ethyl Ester Sulfate; Ethanol 2, podendo ser complementado com Tridecyloxy, Ethony, Hydrogen Sulfate e Sodium Salt; Sodium Tridecyl Sulfate Ether Ethanol; Sodium Tridecyl TRI (Oxyethyl); Sodium Alkylbenzene Sulfonate; Alkylbenzene Sulphonate; Ammonium Lauryl Sulfate; Ammonium Laureth Sulfate; Ammonium Lauryl Ether Sulfate; Ammonium ou Sodium Xylenesulfonate; Ammonium Laureth; Tridecyl Polyoxyethylene Sodium Sulfate; Lauryl Sulfate; Myristal Ether Sulfate; Sulfonato de Sódio Olefina C14-16 (Sodium C14-16 Olefin Sulfonate) e TEA Dodecilbenzenosulfonate (O último é proibido quando presente na composição de shampoos e liberado quando na composição de condicionadores, máscaras ou leave-ins).

Sulfatos leves – liberados para Low Poo e proibidos para No Poo
Sodium Cocyl Isethionate; Sodium Lauryl Sulfoacetate; Sodium Cocoyl Glycinate; Sodium Lauryl Glucose Carboxylate; Sodium Socoyl, ou Lauryl/Lauroyl, Sarcosinate; Ethyl PEG-15 Cocamine Sulfate; Dioctyl Sodium Sulfosuccinate, também conhecido como Aerossol-OT ou AOT; Decyl Glucoside Poly Carboxylate; Sodium Methyl 2-Sulfolaurate/Disodium Sulfolaurate; Methyl Cocoyl; Lauryl Taurate; Pluronic e Tetronic surfactantes; Poliglucosídeos (Polyglucosides); Sodium Lauryl Sulfoacetate; Disodium Laureth Sulfoccinate;
Sodium Lauroyl Sarcosinate; Distearoylethyl Hydroxyethylmonium Methosulfate; Cocobetaine;
Cocamidopropyl Betaine; Cocabetaine; Cocoamphopropionate.
Silicones insolúveis – liberados para Low Poo e proibidos para No Poo
Amodimethicone; Cetearyl Methicone; Cetyl Dimethicone; Cyclomethicone; Cyclopentasiloxane; Dimethicone Crosspolymer; Vinyl Dimethicone; Vinyl Dimethicone Crosspolymer; Dimethicone; Methicone Silsesquioxane Crosspolymer; Crosspolymer Dimethiconol; Stearyl Dimethicone; Trimethylsilylamodimethicone; Simethicone;
Polydimethylsiloxane; Methicone; Phenyl Trimethicone; Dimethylpolysiloxane; Bis-Aminopropyl Dimethicone; Dimethiconol; Behenoxy Dimethicone; Stearoxy Dimethicone; Propoxytetramethyl Piperidinyl Dimethicone (PTMPD).

Além disso, não é indicado também o uso de Parabenos, que são ingredientes utilizados para conservar as fórmulas. Não por fazerem mal aos cabelos, mas por ter estudos que comprovam que esse ingrediente é maléfico para a saúde e está associado ao câncer.

#3 Como começar a prática No / Low Poo?

Já comprou todos os produtinhos liberados pra técnica? Então comece limpando uma última vez com um shampoo de limpeza profunda, com sulfatos pesados, para remover todo e qualquer resíduo de petrolatos e silicones que tiverem na sua fibra capilar. É importante que esse shampoo não contenha óleo mineral, parafina líquida, isoparafina, petrolatos, vaselina, dodecano, isododecano e alcano.

Depois você já pode prosseguir com um condicionador liberado para a sua técnica e finalizar os cabelos.

#4 Por que fazer essa técnica? 

Seguindo a técnica No / Low Poo você trata os cabelos sem usar maquiagens ou químicas que agridam e ressequem os fios. Seus cabelos ficarão muito mais macios, brilhosos e nutridos.

Todos os óleos vegetais estão liberados para umectação.

Ficou com alguma dúvida? Pergunta pra gente aqui no Blog ou no Instagram. 😉

Sem Comentários
img-principal-post-kerastase

Descubra como escolher o tratamento Kérastase ideal para o seu cabelo. 😀

Cabelos danificados e superprocessados: Se você faz química de alisamento ou cor nos cabelos, sente o fio quebradiço e opaco, além de apresentar pontas duplas.

Seu match é: Linha Thérapiste

( composta por Shampoo, Máscara e Sérum)

 

Cabelos lisos a ondulados e muito indefinidos/volumosos: se o seu cabelo arma durante o dia perdendo a forma e apresentando muito frizz.

Seu match é: Linha Discipline

(composta por Shampoo, Condicionador, Máscara e Leave-in)

 

Cabelos cacheados e volumosos: se você deseja definir e reduzir o volume dos seus cabelos cacheados.

Seu match é: Linha Discipline Curl Ideal

(composta por Shampoo sem espuma, Máscara e Leave-in)

 

Cabelos ressecados: se seus cabelos estão sem brilho e com aspecto de ressecamento.

Seu match é: Linha Nutritive

(composta por Shampoo Nutritivo 1 ou Shampoo Nutritivo 2,  Condicionador, Máscara para cabelos finos ou Máscara para cabelos grossos e Leave-in)

 

Cabelos com colorido ou reflexo/mechas: cabelos que passaram pelo processo de coloração ou descoloração e precisam de tratamento da cor e iluminação dos fios.

Seu match é: Linha Reflection

(composta por Shampoo ou Shampoo para cabelos muito sensibilizados, Condicionador, Máscara para cabelos finos ou Máscara para cabelos grossos e Leave-in)

 

Cabelos levemente ressecados: se os seus cabelos estão bem mas você quer deixar eles perfeitos

Seu match é:  Linha Aura Botânica

(composta por Shampoo, Condicionador e Leave-in)

 

Agora que já conhece todas as linhas, é só escolher a ideal pra suas madeixas.

Sem Comentários
img-principal-post-livre-leve-solto

A Lola nunca esquece de ninguém, manas! Nem das lisas, nem das onduladas, nem das cacheadas. ❤ Mas dessa vez ela chegou lacrando com uma linha específica para cabelos lisos, naturais ou alisados quimicamente.

A linha é formada por shampoo, máscara e um spray antifrizz.

De cara, podemos dizer que todos os produtos da linha tem um cheirinho incrível e suave, bem diferente das fragrâncias que a Lola está acostumada a colocar nos produtos, e esse cheirinho fica cabelo por um bom tempo.

A proposta dessa linha é fazer com que o “efeito liso” dure por mais tempo no cabelo. Sabe quando você sai de casa com o cabelo todo arrumadinho e no meio do dia, depois de muito vento e correia, o frizz levanta, o volume ataca e o seu cabelo fica parecendo um bolinho fofo? hahah 😂 Exatamente contra isso que os produtos vão agir! Os ativos da fórmula formam um filme que sela as cutículas do cabelo e retém a umidade, o que ajuda a manter a hidratação e reduzir o frizz do cabelo, prolongando o efeito liso.

Lembrando que ela é uma linha de tratamento contínuo, ou seja, quanto mais for usada, mais os fios ficarão alinhados e lisos. 

❤ Vamos conhecer cada um dos produtos?

Shampoo Antifrizz: ele faz uma espuminha bem gostosa nos cabelos e deixa uma sensação de muita hidratação. Não deixa aquela sensação áspera nos fios de quando você termina de usar o shampoo, sabe? Mas ao contrário do que você deve estar imaginando agora, ele limpa muito bem!

Máscara Antifrizz: tem uma textura bem rica e durinha, aquele tipo que você vira o pote e ela não cai! Além do cheirinho de riqueza, ela deixa os fios literalmente desmaiados. O cabelo fica muuuito macio e visivelmente com menos volume. Fazendo o uso da máscara não existe necessidade de usar condicionador, pois ela trata, condiciona e fecha as cutículas do cabelo deixando ele super brilhoso.

Spray Antifrizz: esse spray brilhosinho muito fofo veio pra fechar a linha com chave de ouro! Ele tem proteção térmica e solar, protege seus cabelos do sol e do calor de secador e chapinha. Esse brilho que ele tem na fórmula ajuda o cabelo a ficar mais iluminado e, o melhor, é feito de mica natural e não acumula na natureza como o glitter convencional.

Todos os produtos da linha são liberados para a técnica Low Poo.

Sem Comentários